Procurando...
terça-feira, 18 de junho de 2013
terça-feira, junho 18, 2013

Guerra Fria (3 de 9) - A divisão da Alemanha e o Muro de Berlim

Após a Segunda Guerra Mundial a Alemanha foi dividida entre a França, Inglaterra, URSS e EUA. A parte controlada pelos capitalistas passou a receber os investimentos do Plano Marshall, que visava à reconstrução da Alemanha, afastando a possibilidade da disseminação das ideias comunistas.

 A imagem procura contrastar o sucesso do lado capitalista em relação ao fracasso da Alemanha comunista.

 Divisão da Alemanha pós Segunda Guerra Mundial.

 Divisão de Berlim no pós guerra.

Como resposta, em 1948 os soviéticos impuseram um bloqueio à Berlim Ocidental, impedindo a passagem de caminhões e trens, fazendo com que a parte controlada pelos capitalistas ficasse sem suprimentos. Como resposta à ação soviética os Estados Unidos passaram a abastecer Berlim Ocidental através de aviões, onde milhares de voos descarregavam alimentos e carvão.

Percebendo que a medida não surtiu efeito o governo soviético cancelou a operação de bloqueio. Em 1949 ocorreu a unificação dos territórios controlados pelos capitalistas dando origem à República Federal da Alemanha, capitalista e alinhada com os Estados Unidos, com sua capital situada na cidade de Bonn.

Em oposição à República Federal da Alemanha, os soviéticos criaram a República Democrática Alemã, comunista e sob influência da URSS, com capital na própria Berlim Oriental.

Com a ajuda financeira do Plano Marshall a Alemanha Ocidental se recuperava mais rapidamente que a RDA, fazendo com que centenas de milhares de pessoas passassem a migrar do lado controlado pelos soviéticos para o lado capitalista. Para se ter uma ideia, entre 1949 e 1961, mais de três milhões de pessoas atravessaram a fronteira em busca de melhores condições de vida e trabalho no lado capitalista.

Para evitar a migração de indivíduos – que simbolizava um questionamento ao modelo comunista – em foram instalados rolos de arame farpado nas ruas que separavam a Berlim Oriental da Berlim Ocidental, num total de 37 km. Mais tarde, o arame seria substituído por um muro que cortava a cidade ao meio e se estendia pra além dos limites de Berlim num total de 155 km.

Com mais de 3 metros de altura o Muro de Berlim era muito bem vigiado com mais de 300 torres de observações onde ficavam atiradores armados para impedir qualquer tentativa de ultrapassar a barreira. Estima-se que nos 28 anos de existência, pelo menos 192 pessoas morreram e 200 ficaram feridas tentando atravessar a fronteira. 

Abaixo as cartoons evidenciam a instabilidade em relação à Alemanha e especialmente Berlim.


0 comentários:

 
Back to top!