Procurando...
terça-feira, 25 de junho de 2013
terça-feira, junho 25, 2013

Colonização espanhola da América (3 de 3) - Organização social

No que diz respeito à cultura e a sociedade que se organizou no Império espanhol, pode-se destacar a Hierarquia baseada, especialmente, em critérios étnicos. Essa hierarquia seguia estabelecia a seguinte ordem:

  • No topo desta hierarquia social estavam os brancos que representavam a Espanha na América, chamados de chapetones (América do Sul) ou guachupíns (no México).
  • Depois vinham os descendentes de espanhóis nascidos na América, conhecidos como criollos. Os criollos formavam uma elite local e ocupavam cargos importantes, contudo, estavam abaixo dos chapetones.
  • O grupo seguinte era o dos mestizos. Como foi visto um resultante do contato entre indígenas e espanhóis foi a mestiçagem, unindo, geralmente homens brancos com índias. Os mestiços ocupavam uma posição inferior na hierarquia social, dedicando-se a tarefas subalternas, como artesãos, feitores, peões, etc. Os mestiços, dependendo da cor da pele poderiam almejar a condição de criollos.
  • Abaixo dos mestizos, vivendo em péssimas condições, encontravam-se os índios, que estavam acuados por obrigações compulsórias, como a mita ou a encomienda.
  • Por fim, a base da hierarquia social era formada pelos escravos trazidos da África, que consistia na mão-de-obra preponderante na plantation. Os negros e indígenas sofriam com extremo preconceito por parte dos espanhóis e das elites locais.

Uma diferença importante entre a colonização da América espanhola e a colonização inglesa e portuguesa diz respeito à importância das cidades no Império espanhol. Devido à atividade mineradora, desde os primeiros anos de colonização formaram-se inúmeras cidades, muitas delas onde antes havia importantes centros do Império Asteca e Maia. Em termos de comparação, em 1607, data em que foi fundada a primeira cidade inglesa na América (Virgínia) já existiam mais de duzentas cidades na América espanhola.

Nessas cidades desenvolveram-se inúmeras universidades, as primeiras ainda na década de 1550, na Cidade do México e no Peru. Ao contrário do Brasil, a imprensa também foi introduzida desde cedo no América espanhola, ainda no século XVI.
 A imagem acima retrata a estratificação social existentes na América espanhola.

0 comentários:

 
Back to top!