Industrialização do espaço brasileiro


Primeira fase:

· Aspecto histórico: Incorporação do Brasil no DIT como fornecedor de produtos primários, levando ao não desenvolvimento do mercado consumidor local, da infraestrutura e da integração das regiões.

· Início da industrialização no período entre 1808 e 1914 e incremento a partir da expansão da cultura cafeeira:

- excedente de capitais para serem investidos em outras atividades.
- infraestrutura básica para o escoamento da produção de café.
- imigrantes (incentivo ao mercado consumidor e mão-de-obra relativamente especializada).

· 1889 (600 fábricas); 1920 (13 mil fábricas).

· Bens de consumo não duráveis e instalação especialmente no Sudeste.

 
Segunda fase (1914 a 1955):

· Nacionalismo de Vargas e incentivo a industrialização (Intervenção do Estado na economia).

· Segunda Guerra Mundial e necessidade de substituir os produtos importados por nacionais.

 
Terceira fase (1956 a 1990):

· Desenvolvimentismo baseado no capital estrangeiro. No governo JK o crescimento industrial alcançou impressionantes 80% em cinco anos.

· Criação da SUDENE (Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste), durante o governo JK. Envolvida em dezenas de fraudes, a SUDENE foi extinta durante o governo FHC.

· Parque industrial brasileiro:

- Indústrias de base – em sua maioria capital estatal.
- Bens de consumo não duráveis – capital privado nacional.
- Bens de consumo duráveis – capital internacional.

· Durante a Ditadura Militar incentivo a industrialização: “Milagre Brasileiro”. Houve a criação da Zona Franca de Manaus (objetivo de desenvolver a região e garantir os interesses nacionais), com grande redução de impostos.

· A partir da década de 1980: estagnação econômica, crise econômica, desemprego e inflação: “década perdida”.

- Divida externa em 1975: 20 bilhões;
- Dívida externa em 2001: 240 bilhões.

Década de 1990: novo surto industrial

· Concorrência de novos países como o Japão e busca de novos mercados consumidores.

· Transferência das tecnologias já obsoletas para o terceiro mundo.

· Recursos naturais abundantes.

· Incentivos fiscais







Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!