Urbanização (5 de 7) - O espaço urbano é uma questão mundial


Como os centros urbanos modernos abrigam diariamente milhares de pessoas é até óbvio que eles apresentem inúmeros problemas. 

Entre os principais problemas e questões, pode-se destacar:

A poluição, o lixo produzido pelas pessoas.

A necessidade de grandes volumes de investimentos nas cidades, inclusive, nos países ricos, que muitas vezes apresentam infra-estrutura obsoleta.  


- 2,6 bilhões de pessoas não têm acesso a saneamento.   
- 2 bilhões de pessoas vivem no escuro.   
- 1,2 bilhões não têm água limpa (o esgotamento dos recursos hídricos pode deixar mais 2 bilhões sem água até 2050).  
- 1 bilhão morra em favelas (o número deve dobrar em 30 anos).  
- 1 bilhão de veículos está em circulação (o número de triplicar até 2050).  
- Mais de mil epidemias nos últimos 5 anos (o número deve aumentar). 

Deve-se destacar que as grandes cidades são centros econômicos, culturais e de geração de conhecimento, o que é de fato, positivo. Contudo, é necessário avaliar o alcance dessas benesses para o conjunto da população, o que é evidentemente, muito reduzido. Diz-se, igualmente, que as cidades proporcionam a interação. Na verdade, tal interação não acontece com a grande maioria da população, que muitas vezes é segregada ou tornam-se invisíveis à determinados extratos sociais.

Ocupação das áreas de mananciais com conseqüências sérias para o abastecimento urbano, ou ocupação de encostas. Só em São Paulo, por exemplo, mais de 2 milhões de pessoas vivem em regiões de mananciais.
O caos em relação à locomoção. No caso da locomoção, por exemplo, em alguns casos pode-se dizer que a cidade é planejada para os automóveis e não para as pessoas. Uma dês questões cruciais é a criação de veículos que poluem menos.  


- Algumas das maiores montadoras de automóveis já planificam a oferta de serviços de transporte nas grandes cidades.  
- Outra tendência é a proibição da circulação de veículos particulares dentro das grandes cidades.  
- A ainda algumas ideias bastante originais, como ligar o preço do seguro do veículo à quantidade de quilômetros rodados. 

Um dos maiores problemas que as cidades enfrentam na atualidade é a segregação espacial, baseada principalmente na especulação imobiliária. Muitas vezes, imobiliárias adquirem amplos terrenos em regiões estratégicas e utiliza-se de diversas estratégias para conseguir que o Estado invista em infra-estrutura nessas regiões, levando à valorização dos terrenos.

Em muitos locais as pessoas mais pobres são obrigadas a residir em bairros que passam a se constituir enquanto “guetos”. Fenômeno muito comum nos Estados Unidos, devido ao preconceito em relação a negros e latinos, esse fenômeno tem se repetido na atualidade em muitos países, como a França (argelinos), Alemanha (turcos), Portugal (moçambicanos) e até na Argentina (bolivianos).

Explosão da violência urbana. Tráfico de drogas, furto de veículos, roubos de carga, lavagem de dinheiro e fraudes financeiras, falsificação, contrabando, corrupção, sonegação fiscal (pelo menos 50 bilhões de dólares anuais no Brasil), formação de quadrilhas, seqüestros e formação de grupos de extermínio constituem algumas das principais atividades exercidas pelo crime organizado nos grandes centros urbanos, em especial nos países subdesenvolvidos.





Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!