Descolonização da Índia


O imperialismo na Índia encontrou uma de suas faces mais nefastas. A milenar cultura indiana sempre atraiu os ocidentais, que por longos séculos os europeus compravam produtos indianos para revender na Europa com lucros fabulosos. Aos poucos os ingleses conseguiram desalojar os comerciantes locais e conquistaram o monopólio das atividades comerciais. Com a Revolução Industrial passaram a vender seus produtos têxteis dentro da Índia exaurindo as centenárias tecelagens indianas. Ao mesmo tempo os ingleses deslocaram milhões de trabalhadores para as atividades ligadas a produtos de exportação, o que levou a Índia a enfrentar grandes períodos de carestia de alimentos, matando mais de 30 milhões de pessoas. Um dos episódios mais terrificantes da história da humanidade.

Durante a Segunda Guerra Mundial vai se destacar no cenário indiano um líder pacifista que vai liderar os indianos à sua emancipação, trata-se de Mahatma Gandhi. Gandhi defendia que a independência seria alcançada pela mobilização espiritual da população, assim defendia a chamada “resistência silenciosa”, onde pregava a desobediência civil, e ao mesmo tempo, a não-violência. Cabe destacar que a não-violência não é uma forma passiva de contestação, muito ao contrário, Gandhi pregava a desobediência a qualquer medida injusta por parte do colonizador, mas no lugar do enfrentamento através da violência, defendia a resistência baseada na não agressão. 

Em 1947 a Índia consegue a sua emancipação, e por ocasião principalmente das diferenças religiosas, mesmo contra a vontade de Gandhi, o país acaba dividido em dois estados: Índia (com maioria hindu) e Paquistão (maioria muçulmana). Essa divisão, com fronteiras discutíveis pelos dois lados, vai levar e diversos conflitos de caráter étnico-religiosos com morte de mais de 250 mil pessoas, além de uma das maiores migrações do século XX, com mais de 10 milhões de pessoas atravessando fronteiras em busca da sua identidade cultural, étnica e religiosa. Dessa contestação fronteiriça surgiu um encarniçado conflito que dura várias décadas pela região da Caxemira, e se estende até os dia atuais.


 Gandhi


Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Um comentário:

  1. gostei do texto, tenho que fazer um trabalho sobre isso encenando, um pouco mais de informações seria ideal,

    obrigado tenha um bom dia ! :)

    ResponderExcluir

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!