Word Trade Center - O ataque dos fundamentalistas e a "questão ambiental"


Em 2001 o mundo assistiu o maior massacre de civis americanos em toda a história dos Estados Unidos. Em pouco tempo, Bin Laden levou ao chão as as torres gêmeas do World Trade Center matando quase 3 mil pessoas. 


Em 2008 um comercial desenvolvido pela agência DDB Brasil procurava explorar a tragédia americana tendo como principal objetivo a discussão ecológica que está em voga atualmente (ou com mais propriedade "na moda", uma vez que o politicamente correta muitas vezes e usado com propósitos diversos e esconsos). No comercial se compara o total de mortes ocorridas em 2001 com o total de morte ocorridas por ocasião do Tsunami que atingiu a Ásia em 2005 e matou cerca de 250 mil pessoas, 100 vezes mais. Fazendo uma rápida alusão ao um ataque de centenas de aviões a Nova York o vídeo termina com a frase "O planeta é extremamente poderoso. Respeite-o, Preserve-o". 

É lógico que a campanha acabou sendo proibida e a DDB Brasil teve que se desculpar publicamente. Contudo, a vídeo acabou sendo divulgado, e politicamente correto a parte, trata-se de uma das críticas mais contundentes ao questão ambiental atual. 

Ironia, a população norte-americana é uma das que mais polui no mundo, e o governo dos Estados Unidos faz algum tempo se recusa a participar de qualquer tipo de tratado para redução de poluentes que leve em conta qualquer tipo de redução no alto padrão de vida dos norte-americanos. Padrão esse ratificado na própria Declaração de Independência com a famosa "busca da felicidade", que ao longo do tempo se transformou essencialmente em consumo desenfreado.



Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!