A moral hedonista



Do grego hedonê, que significa “prazer”, “vontade”. Trata-se de uma doutrina moral que afirma que o prazer é o supremo bem da vida humana. Surgiu na Grécia e tem como um de seus principais representantes Aristipo de Cirene e Epicuro.

Atualmente é muito comum se associar a busca por prazeres imediatistas e egoístas (em especial o consumismo) com o hedonismo. Trata-se, contudo de uma associação falaciosa.

Segundo Epicuro a alma humana tem dois estados: o prazer e a dor. Assim os prazeres do corpo podem se transformar em fonte de ansiedade e sofrimento, transformando-se em dor. Seria necessário, portanto, aprender a gozar dos prazeres com moderação e na medida no possível desprezar os prazeres materiais.

Cabe destacar que essa não é a única concepção moral hedonismo. A escola cirenaica, por exemplo, diferencia-se do hedonismo epicurista, sobretudo no que diz respeito à avaliação moral do prazer. Epicuro determina que o prazer para não se transformar em dor deve ter moderação, a escola cirenaica, por sua vez, afirma que prazer é sempre um bem em si e melhor quanto mais tempo durar e quanto mais intenso for.

Na atualidade o hedonismo poderia servir de crítica para as pessoas extremamente ocupadas, apressadas e muito preocupadas. Muitas pessoas tem uma fixação no trabalho ou no acúmulo de riquezas e acaba esquecendo que a vida está acontecendo agora, não daqui a dez anos ou quando se aposentarem. Vivem conectadas com o mundo, mas não consigo mesmas.

 Identificando que precisa de uma "injeção" de hedonismo:

  • Você não lembra o telefone de ninguém porque todos os números estão programados no celular.
  • Manda mensagens eletrônicas para pessoas que estão sentadas na mesma sala.
  • Suas férias seguem um roteiro.
  • A ideia de uma semana inteira sem acesso à internet é apavorante.
  • Sente-se entediado em casa se a televisão estiver desligada.
  • Assiste a seriados que já viu inúmeras vezes.
  • É incapaz de sentar e ficar pensando em silêncio.
  • Suas conversas giram em torno da vida dos outros, não da sua.



Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!