Criados perpétuos entre os mexicas


Nas sociedades pré-colombianas também se originou um governo teocrático, dando origem a uma poderosa classe de sacerdotes. A escravidão esteve presente em todas as sociedades pré-colombianas, tanto no caso dos mexicas, como dos Incas e Maias. Vamos analisar o peculiar caso dos Mexicas.

Entre os Mexicas (ou Astecas) que ocuparam a região central do México a posse da terra e o trabalho eram coletivos. Cada família recebia um lote de onde retirava a sua subsistência e pagava tributos. Esses camponeses ainda trabalhavam nas terras da nobreza. Existiam também entre os mexicas os chamados "criados perpétuos". Essas pessoas não queriam cultivar as suas terras, perdiam as suas terras e meios de subsistência, ou eram criminosos condenados a trabalhar para outras pessoas. Existe, contudo, uma diferença fundamental entre os "criados perpétuos" e os escravos. No caso dos primeiros se colocava em questão somente o trabalho dos indivíduos e não a sua pessoa. Essas pessoas não eram consideradas "objetos" e os seus filhos continuavam livres. 

Através do exemplo dos mexicas é possível perceber que a escravidão pode adquirir contornos diversos dependendo da organização de cada sociedade. 


Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!