Questões Ambientais (4 de 5) - Efeito Estufa


Há de se considerar que o que se conhece por efeito estufa é um fenômeno que acontece naturalmente, onde alguns gases, em especial o CO2 funcionam como retentores de calor e a ajudam a desenvolver a vida no planeta, impedindo que o calor absorvido da irradiação solar escape para o espaço, mantendo o equilíbrio térmico do planeta e aumentando a temperatura em muitos graus. Sem a ação do carbono é provável que a Terra estivesse coberta por gelo.

Contudo, muitos especialistas afirmam que a ação do homem principalmente após a Revolução Industrial fez com que a atmosfera recebesse uma quantidade adicional de gases que acaba dificultando a dissipação do calor, ou seja, está ocorrendo importantes alterações climáticas e desequilíbrios ecológicos.

Entre os principais gases que contribuem para o efeito estufa estão o CO2 o metano e os CFC’s. O CO2 é de longe o que mais tem aumentado sua concentração na atmosfera global. Contudo, o metano (CH4) é 20 vezes mais efetivo que o CO2 no processo de aquecimento, e o CFC’s são 1000 vezes mais efetivo que o CO2.

Metano – O metano é produzido por meio da fermentação em pântanos, queima da biomassa, plantio de arroz e fermentação no aparelho digestivo do gado, sendo responsável por cerca de 15% do agravamento do efeito estufa. Sua concentração atual na atmosfera é mais do que o dobro de sua concentração no período anterior a Revolução Industrial.

No caso do metano produzido pelo arroto bovino, o Brasil com seus mais de 205 milhões de cabeças, é responsável por 10% do metano ruminal do mundo inteiro e 3% de todo a metado produzido pelas atividades humanas.

Fontes Globais de Metano:

Queimadas 11%
Ruminantes 22%
Esterco 7%
Combustível fóssil 28%
Arroz 17%
Tratamento de águas e esgoto 7%
Terras cultivadas 8%

Clorofluorcarbonos – Nunca existiram na atmosfera até serem sintetizados pelas indústrias químicas. Uma molécula de CFC é responsável pela mesma contribuição no agravamento do efeito estufa que 10 mil moléculas de CO2. Pelo menos 20% do agravamento do efeito estufa é de responsabilidade dos CFC’s e a sua contribuição tem aumentado na medida que não existe um processo natural que absorva com rapidez os CFC’s da atmosfera. Somente a radiação ultravioleta nas camadas mais altas da atmosfera pode destruir os CFC’s, contudo com o efeito colateral da destruição da camada de ozônio.

Dióxido de carbono – Mecanismos ou processos de CO2 no planeta terra:

· Oceanos.
· Combustíveis fósseis do subsolo e do fundo do mar.
· Biomassa vegetal, por exemplo, a fotossíntese das plantas.
· Queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural).
· Desmatamento das florestas ou queima das árvores.
· Atmosfera.

Alguns especialistas apontam que nos próximos 100 anos a temperatura da Terra sofrerá uma elevação de 2 a 6º, causado pela ação dos homens.

Entre as consequências do efeito estufa, pode-se destacar:

Alterações na circulação dos ventos, o que pode aumentar o número de furações.
Redução na quantidade de chuvas.
Derretimento do gelo continental e nas calotas polares, o que provocaria avalanches e elevaria os níveis dos oceanos, inundando as regiões costeiras e países inteiros.
Desequilíbrio intenso na produção de alimentos e migrações massivas de populações.
Extinção de inúmeras espécies de animais.




    Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

    P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


    Imago História

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

    P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!