Essa tal da Globalização


A globalização não constitui algo próprio do final do século XX e início do XXI. É um processo que teve início com as Grandes Navegações, intensificando-se com as inovações técnicas do que ficou conhecido como Primeira (aquela do carvão e do aço) e Segunda (da eletricidade, do motor a combustão e, é claro, do nosso Santos Dumont) Revolução Industrial. No século XX, a globalização caracteriza-se por um processo de aprofundamento da "integração" econômica, social, cultural e política, por meio do barateamento dos meios de transporte e comunicação. É claro, com a tal da globalização sempre existe a possibilidade de potencializar mercados para as grandes potências econômicas, bem como dividir o ônus com os países mais pobres em relação às crises internacionais e os fluxos migratórios dos capitais especulativos.

Abaixo, uma charge destacando o caráter cultural (que alguns chamariam também de "massificação cultural") da globalização. Observe as referências em relação a uma das grandes fabricantes de artigos esportivos (aquela que tem o nome da deusa grega da vitória), e em relação a gigante dos lanches do tipo fast-food. Na sequência uma imagem que ilustra a grande diferença entre ricos e pobres, uma das graves consequências da intensificação do processo de globalização.



Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!