Roma (1 de 9) - A fundação de Roma (Rômulo e Remo)


A influência de Roma para o mundo contemporâneo é extremamente significativa, podendo citar como exemplo o latim que deu origens a diversas línguas modernas (entre elas o português), o cristianismo (religião com a maior quantidade de fieis no mundo) além de toda a contribuição do direito romano. 


O Império Romano eu seu auge compreendia um vasto território, começando pela Península Itálica, se estendendo a região da atual Espanha, Portugal, França, Inglaterra e Alemanha; no Oriente dominaram da Macedônia e as cidades da Grécia, até as fronteiras da Pérsia; conquistou ainda o Norte da África, incluído o Egito. Império grandioso, que ocupava três continentes e englobava quase um terço da população mundial (120 milhões de uma população que não deveria ultrapassar os 400 milhões).




Como a história de Roma na antiguidade ultrapasse mil anos, para a melhor compreensão costuma-se dividir esse longo período em “três fases”:

· Monarquia – de 753 a.C. à 509 a.C. com a implantação da República.

· República – de 509 a.C. à 27 a.C até Otávio se tornar o primeiro imperador.

· Império – 27 a.C. à 476 quando Roma caiu frente aos bárbaros.

Monarquia (753-509 a.C.)

A versão mítica da fundação de Roma aparece na obra Eneida de Virgílio: Réa Silvia, sacerdotisa virgem do Templo de Vesta, descendente do lendário Enéas de Tróia, deu a luz a duas crianças gêmeas, fruto da união proibida com Marte, deus da guerra. As crianças foram abandonadas no leito do rio Tibre, sendo encontradas e amamentadas por uma loba enviada por Marte. As crianças cresceram saudáveis, um pastor as encontrou e levou-as para sua cabana no monte Palatino (uma das sete colinas de Roma) dando o nome de Rômulo e Remo, que se tornaram os fundadores de Roma (em 753 a.C.).


A versão histórica não é assim tão fabulosa: Vários povos ocupavam a Península Ibérica, entre eles etruscos, latinos, sabinos, samnitas e gregos. Por volta do século X a.C. dois desses povos, os latinos e sabinos vão se reunir e formar uma fortaleza com capacidade para abrigar cerca de 5 mil pessoas nas proximidades da nascente do Rio Tibre. Tempos depois, por volta do século VII a.C. prevaleceu toda a força dos etruscos, que estavam reunidos em uma coligação de cidades-estados governados por um rei, que acabam dominando a fortaleza transformando-a verdadeiramente em uma cidade-estado, era o início de Roma. 


A sutiliza entre a versão lendária e a histórica é que alguns indícios sugerem que por volta de 750 a.C. Roma teria sido governado por um rei com o nome do Rômulo, que teria sido efetivamente o primeiro dos reis romanos.


Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!


Imago História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os conteúdos dispostos nas postagens são rascunhos, podendo apresentar erros de concordância ou ortografia. Na medida do possível tentar-se-á corrigir as imprecisões, incluir a bibliografia e rever textos e informações imprecisas.

P.S. - Se você curtiu as postagens e o blog foi útil não deixe de clicar em um dos anúncios!